O que é e como fazer marketing jurídico

Marketing jurídico é um conjunto de técnicas e ações que unidas têm como objetivo aproximar possíveis clientes ao serviço oferecido.

O marketing jurídico tem grande importância para o sucesso de qualquer escritório de advocacia ou advogado autônomo, esteja ele no início da carreira ou já consolidado no mercado.

Os hábitos de consumo das pessoas mudaram drasticamente nos últimos anos, por isso é preciso adaptar o seu negócio às necessidades dos clientes, além de se manter atualizado e preparado para as frequentes mudanças no ambiente digital.

Um ponto importante sobre o marketing jurídico é garantir que ele esteja seguindo o código de ética da OAB.

Está interessado em melhorar os resultados do seu trabalho e começar a utilizar estratégias de marketing jurídico? Vamos citar neste artigo pontos importantes e mostrar como fazer para dar os primeiros passos, além de alertar para os erros mais comuns.

resultado marketing juridico

Meu escritório precisa de marketing jurídico?

Mesmo sem saber o tamanho do seu escritório e o tipo de serviço que é oferecido, posso afirmar com toda certeza que o marketing jurídico ajudará de alguma forma a manter o seu negócio mais saudável.

Os objetivos podem ser diferentes: conquistar novos clientes, reter clientes atuais, fortalecer uma marca, passar credibilidade, reposicionar a empresa, entre vários outros.

Não tenha dúvidas de que aplicar o marketing jurídico ao seu negócio só irá trazer benefícios se feito da forma correta.

Primeiros passos do marketing jurídico

Para começar a aplicar o marketing jurídico no seu negócio é preciso passar por pelo menos três etapas: definição de objetivos, planejamento, definição do público-alvo e ações.

1. Definição de objetivo(s)

A definição de objetivos deve ser o primeiro passo na aplicação do marketing jurídico por um motivo simples: O planejamento e público-alvo são pautados por eles

Nessa etapa é necessário saber o que se quer alcançar aplicando o marketing jurídico, alguns exemplos são:

  • Conquistar novos clientes
  • Aumentar a fidelidade dos clientes atuais
  • Melhorar a credibilidade da marca
  • Expandir o negócio (abrir novos escritórios, internacionalização, etc)
  • Entre vários outros

Não deixe de manter o foco. Por mais importante que seja captar novos clientes e cumprir todos os objetivos listados acima, o recomendado é agir em uma frente de cada vez para que cada uma seja trabalhada com total atenção.

SUA VEZ: Reflita sobre os pontos acima e defina qual é o mais importante no seu momento atual.

foco marketing juridico

2. Planejamento

Como qualquer coisa na vida, no jurídico não é diferente. É necessário iniciar um planejamento para saber como os objetivos serão alcançados e mais importante, como os resultados serão mensurados.

Nesta etapa também é importante definir: orçamento, canais e recursos necessários

O orçamento deve incluir todo o valor disponibilizado pelo escritório ou profissional autônomo para que o marketing jurídico seja aplicado ao negócio. Vale lembrar que este valor deve ser estipulado de acordo com o possível retorno que as ações podem trazer:

Exemplo: Se um cliente do seu escritório gera em média de 10 mil reais, baseie-se nesse valor para saber o ROI (retorno sobre investimento).

O retorno sobre investimento é importante para medir se as ações estão gerando retorno. Veja o que é o ROI e como medir

A partir deste momento, é necessário definir os recursos necessários, como por exemplo: número de profisisonais dedicados a implementação do marketing jurídico, computadores à disposição, contratação de ferramentas e tudo que for necessário para implementar o projeto.

Definir os canais é um ponto importante. Alguns exemplos são: blog, perfis em redes sociais, artigos para sites jurídicos, parcerias com eventos da área, investimento em projetos de inovação, universidades de direito, entre outros. É importantíssimo que os canais sejam escolhidos de acordo com o seu público-alvo, pois só sabendo quem é seu possível cliente você pode imaginar os lugares e sites que ele deve frequentar.

planejamento marketing juridico

3. Definição do público-alvo

Conforme citado acima, a definição do público-alvo é um ponto chave para saber a abordagem que será utilizada na comunicação e os canais escolhidos para veicular o conteúo.

Se você têm um grande escritório e sua abordagem é totalmente B2B (Business to Business ou, em português, de pessoa jurídica para pessoa jurídica) é necessário traçar o perfil de empresa que deseja alcançar como cliente: faturamento médio, tempo de mercado, setor de atuação, etc

Já se você for um advogado autônomo e seus principais serviços forem focados em pessoas físicas, B2C (Business to Consumer ou, em português, de empresa para pessoa física), é de extrema importância traçar um perfil do possível cliente: informações demográficas, hábitos de consumo, problemas mais comuns, entre outras informações.

4. Partindo para a Ação

Neste momento, os objetivos estão traçados, o planejamento está feito e você já sabe quem quer atingir. É a hora de agir.

Tenha um site profissional

Para qualquer profissional de advocacia ou escritório (pequeno, médio ou grande), a primeira etapa é criar um site.

Atualmente o site é o maior cartão de visitas do advogado ou escritório. É importante ter informações sobre o escritório, áreas de atuação, profissionais que trabalham no mesmo e contatos de forma clara e rápida. Além disso, é ótimo ter depoimentos de clientes satisfeitos com o serviço prestado.

Neste artigo falamos com mais detalhes sobre como ter um bom site para advogados.

Imagine se um possível cliente procura o seu nome e encontra seu Facebook pessoal no Google, ao invés de seu site profissional? Ou pior, encontra outro advogado?

Além disso, cartões de visita que contenham um site, geram muito mais credibilidade.

Tenha um logotipo e cartão de visita

Outro passo importante para começar é criar uma marca e principalmente um cartão de visita. Isso passa grande credibilidade ao se comunicar com clientes e possíveis clientes.

cartao-de-visita-marketing-juridico

Participe de eventos

Estar presente em eventos relacionados a sua área de atuação é uma grande oportunidade de promover sua marca e os serviços que oferece.

Além disso, é importante participar de ações de universidades de direito e palestras para aumentar sua credibilidade e dar força a toda a sua estratégia de marketing jurídico.

Esteja presente em canais jurídicos online

É de suma importância que você e sua marca estejam presentes em canais jurídicos importantes da internet, muitos possíveis clientes e parceiros estão por lá e só conhecerão seu trabalho se você for ativo nestes canais.

Um grande exemplo de canal jurídico é a Jusbrasil.

Dica de ouro: Marketing de Conteúdo para Advocacia

Já imaginou possíveis clientes entrando no seu site sem que você precise ficar anunciando diretamente sobre seu escritório? É totalmente possível!

seo marketing digital

Apesar de contar com várias restrições relacionadas a publicidade para a advocacia, o novo código de ética permite a execução de determinadas estratégias de marketing de conteúdo.

Art. 46. A publicidade veiculada pela internet ou por outros meios eletrônicos deverá observar as diretrizes estabelecidas neste capítulo.

Parágrafo único. A telefonia e a internet podem ser utilizadas como veículo de publicidade, inclusive para o envio de mensagens a destinatários certos, desde que estas não impliquem o oferecimento de serviços ou representem forma de captação de clientela.

Art. 39. A publicidade profissional do advogado tem caráter meramente informativo e deve primar pela discrição e sobriedade, não podendo configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão.

O marketing de conteúdo consiste em basicamente criar artigos e compartilhar informações que sejam de grande utilidade para as pessoas, dessa forma, as mesmas pesquisam no Google e encontram conteúdos relacionados. Um destes conteúdos pode ser o seu.

O ideal é fazer um planejamento de conteúdos, escrever artigos de ótima qualidade, bem estruturados e explicativos além de manter uma frequência de publicação.

Fazendo estas ações, com o tempo, seu site passará a receber visitas de pessoas que leram o conteúdo e possivelmente estão interessadas nos serviços que são oferecidos.

Dicas de Marketing de Conteúdo

  • Procure saber o que seus possíveis clientes estão pesquisando na internet (Como fazer um divórcio, como processar meu banco, fui demitido e não sei quanto devo receber, etc)
  • Identifique nichos onde seu público-alvo pode estar concentrado (Sites específicos, grupos de Facebook, grupos de Whatsapp, perfis do Instagram)
  • Estude técnicas de SEO (Search Engine Optimization) para que seu conteúdo seja cada vez bem mais escrito e apareça mais vezes no topo das buscas do Google.

Erros Mais Comuns do Marketing de Conteúdo

  • Focar em informações muito institucionais (falar sobre o escritório ou sobre as qualidades profissionais) ao invés de focar nos problemas dos clientes (termos que buscam na internet, problemas que desejam resolver, dúvidas que têm)
  • Utilizar linguagem extremamente formal e termos comuns no meio jurídico mas pouco utilizado entre as pessoas que não são da área (possíveis clientes).
  • Criar conteúdos com cunho totalmente comercial e não de informativo

Se tiver qualquer outra dúvida relacionada ao marketing jurídico sinta-se a vontade para me enviar um email, será um prazer ajudar.

Sérgio Fernandes
Diretor de Marketing da Legalcloud

Share via