Receba atualizações jurídicas direto no seu e-mail!

  Receba atualizações jurídicas direto no seu e-mail!

Seja na vida pessoal ou profissional, decisões são tomadas a todo momento. A grande questão é que, no âmbito profissional, decisões erradas, ou baseadas em julgamentos falhos, podem acarretar não só prejuízos, como também injustiças ou até riscos financeiros e profissionais.  

No mundo jurídico, a tomada de decisões está presente o tempo todo. Na formulação e assinatura de contratos, na elaboração de propostas para clientes, nos processos judiciais, bem como em muitas outras atividades do dia a dia do Direito, tomar decisões é uma prática essencial. 

No entanto, para a tomada de decisões, ocorrem julgamentos, a fim de que se possa fazer a escolha jurídica mais acertada. Os julgamentos, porém, podem ser diretamente afetados por ruídos.  

Daniel Kahneman, Olivier Sibony e Cass R. Sunstein explicam no livro Ruído: Uma Falha no Julgamento Humanoque diversos fatores externos como acontecimentos do dia, temperatura, ou fatores internos como fome, preconceitos, background político e social influenciam nas decisões que tomamos.  

Os autores discorrem sobre duas categorias de erros de julgamento que interferem em nossas decisões: o viés e o ruído. Ruído é definido na obra como uma variabilidade indesejada no julgamento que causa injustiça e perda econômica, já o viés é a média dos erros cometidos em um julgamento.  

Claro que não apontaríamos esse problema sem propor uma solução. Então, que tal conferirmos dicas que te ajudarão a otimizar a tomada de decisão na sua organização, diminuindo, consequentemente, as falhas causadas pelos vieses e ruídos?  

1. Identifique os ruídos e vieses  

De acordo com os autores Daniel Kahneman, Olivier Sibony e Cass R. Sunstein, qualquer decisão é apenas uma dentre muitas outras possibilidades. Logo, se as leis de uma empresa ou instituição estão bem embasadas, não deveria haver ruído e nem viés. 

Dessa forma, é pontuado no livro que sistemas empresariais e organizacionais devem apresentar decisões homogêneas.  

Partindo desse pressuposto, os autores propõem que seja realizada uma auditoria para identificar os ruídos e vieses dentro da organização.  

A primeira estratégia sugerida é solicitar que profissionais intercambiáveis, ou seja, que desempenham a mesma função, analisem determinada situação, separadamente e sem consultar uns aos outros, e julguem qual decisão deve ser tomada. 

A variabilidade que for identificada servirá como métrica para identificar o quanto de ruído está presente nas decisões.  

Caso muitas decisões unânimes estejam sendo tomadas, é necessário analisar se a causa desse fenômeno se dá porque a organização possui normas bem estruturadas, ou se vieses estão sendo reproduzidos pela maioria.  

2. Busque a exatidão nas decisões  

A mente é uma ferramenta complexa e, graças a isso, é difícil alcançar exatidão em nossos julgamentos.  

No livro “Ruído” é ensinado que uma das formas de calcular o ruído nos julgamentos é questionar e analisar se o processo adotado para tomar determinada decisão seria aceito por outros profissionais da área. 

Essa estratégia evidencia que quando o foco se encontra no processo em vez de no resultado, é possível avaliar a qualidade dos julgamentos que são verificáveis e dos julgamentos que não são, como, por exemplo, previsões que precisam considerar um longo prazo. 

Os autores ressaltam, nessa etapa, que boas decisões são objetivas e precisas, e não devem ser afetadas, de forma alguma, por expectativas, medos, preferências e valores.  

3. Aprenda a melhor forma de tomar decisões em grupo 

Os estudos realizados por Daniel Kahneman, Olivier Sibony e Cass R. Sunstein revelaram que decisões tomadas em grupos não são uma boa estratégia para reduzir os ruídos e vieses.  

Talvez você esteja pensando que pessoas diferentes possuem visões diferentes sobre o mesmo assunto e que isso leva a uma análise mais minuciosa na tomada de decisão. Porém, os autores evidenciam que em um grupo, quem quer que fale primeiro pode influenciar e mudar a preferência de todos no ambiente.  

Dessa forma, para que decisões em grupo reduzam as falhas no julgamento, é necessário que a independência nos julgamentos seja estimulada. 

Uma estratégia para tornar isso possível é solicitar que todos tomem suas decisões antes da reunião e descrevam em uma ata todos os passos para chegar à deliberação final. Durante a reunião, todos devem explicar seus processos para alcançar determinado resultado e, só a partir disso, as discussões devem iniciar. 

4. Faça uma higienização nas decisões 

No livro “Ruído” é apresentada uma estratégia que pode reduzir as falhas no julgamento mesmo que não tenha sido identificado o tipo de erro que está ocorrendo. 

Essa estratégia se assemelha com a tática usada para decisões tomadas em grupo. Uma pessoa responsável deve tomar uma decisão e documentar cada etapa desse processo, cada alternativa ponderada deve ser registrada para que haja base na argumentação

Após essa primeira etapa, as decisões devem ser tomadas por uma segunda pessoa responsável, e todo o processo deve ser documentado. É importante que esse indivíduo não esteja ciente das decisões tomadas pela primeira pessoa. 

A partir desse processo, os autores comprovaram que é possível calcular uma média entre os julgamentos dos dois indivíduos para chegar a uma decisão final. 

Não tolere erros na sua organização!  

Como seres humanos, estamos sujeitos a errar. O problema é que, muitas vezes, as consequências dos nossos erros não interferem apenas em nossas vidas, mas também na vida de outros. 

As dicas apresentadas pelos autores Daniel Kahneman, Olivier Sibony e Cass R. Sunstein servem para que possamos tomar decisões mais acertadas, deixando de lado toda a influência externa que temos nas nossas vidas, dando lugar apenas ao racional.  

Dessa forma, aplique o que você aprendeu aqui e garanta que as melhores decisões estão sendo tomadas no seu ambiente de trabalho!  

Este post foi produzido pela equipe do PocketBook4You, uma plataforma que oferece centenas de resumos de livros dos maiores autores e best-sellers da atualidade, e tem como principal missão levar conhecimento diversificado que se encaixa no dia a dia de cada um dos seus usuários, ao redor do Brasil e do mundo! 

Share via